Blog do Tião Lucena

Blog do Tião Lucena

Postagens

  • Publicado por Tião Lucena em 17.04.2014


    Por que, afinal, Judas traiu Jesus?


    1berto de Almeida
    Sempre fui um sujeito questionador. Por isso mesmo nunca fui de aceitar o dito pelo simples fato de não querer polemizar. Sei também que essa posição me trouxe muitos problemas. Mas, por outro lado, esse o melhor, ajudou-me a formar opiniões que nem a Rede Globo, emissora por onde muitos se veem, conseguiu mudar. Mas, por que, afinal, Judas traiu Jesus? Essa é uma curiosidade, digamos assim, religiosa que ainda hoje me persegue. Sou católico, vocês sabem, e nada há de mudar essa minha maneira religiosa de ser. Por tradição? Tudo bem, sou tradicional nesse aspecto.

    Mas, como dizia, por que, afinal, o melhor homem que já passou por esta terra do Pai foi traído por um dos seus discípulos? Essa curiosidade, porém, esbarra sempre numa certeza: se Judas o traiu, foi porque Ele, sabendo de tudo e tudo podendo, fê-lo (epa!) de tudo para ser traído! Ou melhor: escolheu Judas para ser o traidor, como poderia ter escolhido qualquer um dos seus seguidores fosse ele apóstolo ou não.

    Pra começo de conversa, entre os seus - Dele - doze apóstolos, Judas era aquele que nunca acreditou ser Ele, isto é, Jesus, o filho Deus, o Messias. Tanto que nunca o tratou – tá na Bíblia, eu li, juro que li! – como “Senhor”. Era sempre “Rabi”, o que significa um simples professor. Esse tratamento, porém, tenho a certeza, também não foi o motivo da escolha. Se não foi, então foi o quê?

    Ora, partindo do princípio de que nenhum de seus apóstolos, apesar dessa história de "livre arbítrio" só fazia o que Ele permitia que fosse feito, Judas o tratava assim com a Sua, isto é, a permissão Dele! Tão me entendendo? Então vamos lá. Se Judas o tratava assim era porque o Pai assim o permitia. Tudo bem Mas a pergunta que não quer calar ainda é “por que Judas traiu Jesus?”.

    Dizem que Judas entre os apóstolos que espalhavam por onde passavam o seu infinito amor pelo Mestre era o mais calado. O mais cético de todos. Jesus poderia até transformar água em vinho, como transformou, que Judas achava ser mais um truque de mágica. Ó sujeitinho descrente! Se Jesus o chamasse para dar uma voltinha por sobre as aguas do mar da Galileia ele pegaria logo uma boia. Viajar dentro de uma baleia?! Nem pensar! Preferiria um submarino!

    Dizem ainda que os primeiros contatos entre eles, Judas e Jesus, eram frios e frios continuaram por toda a história. Isso llembrando ainda que Judas quase nunca era citado por Jesus. E se isso acontecia era porque não havia mais ninguém na sua frente, isto é, na frente de Judas. Se Judas era ganancioso?! Taí, nunca vou entender. Volto ao ponto de partida: se isso acontecia era porque Jesus assim o permitia. Ora, bolas!

    Estão perguntando se eu sou (sei do cacófato) advogado? Também. Mas, nesse caso, não tenho procuração - nem quero - para defender Judas. A única coisa que sei é que falam o diabo dele, e tem qua aparece alguém para defendê-lo. Um direito dele. Se Judas seguia Jesus, dizem, era porque via pessoas importantes no meio de seus seguidores; assumindo Jesus “poder”, pensava, seria indicado para um cargo importante, um ministério, por aí, passaria a fazer parte da elite e, por fim, vendo que Jesus estava disposto a morrer para ressuscitar, achou que não teria tempo para esperar. Ora, mas apenas três dias?!

    Em síntese, antes do parágrafo final: Jesus, o filho de Deus, deixou bem claro que Judas seria responsável pela sua – dele – traição. Teria, pois, que assumir e não tirar depois a dele – do Judas, entendam - da seringa: “E, quando estavam reclinados à mesa e comiam, disse Jesus: Em verdade vos digo que um de vós, que comigo come, há de trair-me”!

    Mais uma vez estou dizendo que não estou defendendo o ex-croto (seria mesmo isso?) do Judas. Mas de uma coisa, pelo menos uma, os meus dois leitores podem ter a certeza: o papel escolhido por Jesus para Judas em sua história foi isso mesmo com ph de Pharmacia: Traidor! Ora, o sujeito entrar para uma história tão bonita como traidor, com todo respeito, é mesmo para tirar São Severino do Ramo! Acho sinceramente que Judas deveria ser perdoado. Pausa. Mas, afinal, ele também não estaria no meio daqueles do “Pai, perdoa-lhes; porque não sabem o que fazem”?
    Comentários para este Blog de milhões de acessos (humbertodealmeida.com.br)

  • Publicado por Tião Lucena em 17.04.2014


    Bancada da oposição na Câmara de JP aciona o TCE para investigar contratos dos radares eletrônicos


    Os vereadores da bancada de oposição, Raoni Mendes, Renato Martins, Zezinho do Botafogo e Lucas de Brito, oficializaram, nesta terça-feira (16), junto ao Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) o pedido de uma auditoria sobre os gastos públicos realizados pela Prefeitura de João Pessoa por meio da Superintendência de Mobilidade Urbana que contratou três empresas responsáveis pelos equipamentos de fiscalização eletrônica que fez os gastos da pasta subir mais de seis vezes o valor pago anualmente em 2011 e 2012.

    No documento, os vereadores pedem que seja realizada uma investigação porque as empresas Consórcio Paraíba Sertel Ltda, Fotossensores Tecnologia Eletrônica Ltda e Consórcio JP Segura Perkons S.A. “ostentam histórico de irregularidades e pagamentos de propina a agentes públicos de outras cidades do país, como denunciou reportagem do programa Fantástico, da TV Globo”. Um vídeo com essas informações foi entregue como anexo à solicitação.

    Na consulta ao Sagres Online constatou-se que no ano de 2013 o valor licitado foi de R$ 24.042.211,39 dos quais R$ 10.930.560 tenha sido destinado a essas três empresas em um pregão. Em 2012 o valor licitado pela Semob foi de R$ 3.884,084,61; em 2011 foi da ordem de R$ 3.972.789,62.

    Apenas o gasto médio mensal com a manutenção dos serviços de fiscalização eletrônica (lombadas) em 2013 era de aproximadamente R$ 100 mil. No entanto, com a instalação desses novos equipamentos as despesas chegarão a R$ 910 mil mensais.

    Recorrer ao Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) foi a alternativa encontrada após a bancada da oposição ter apresentado na Câmara Municipal de João Pessoa dois requerimentos em que pedia à Prefeitura de João Pessoa esclarecimentos sobre os contratos e o aumento dos gastos, mas os requerimentos foram derrubados pela bancada de sustentação do prefeito Luciano Cartaxo.

  • Publicado por Tião Lucena em 17.04.2014


    Prefeita de Pombal reafirma apoio a Ricardo e diz "o governador é muito trabalhador e eu também"


    A prefeita de Pombal, Polyanna Dutra (PT) reafirmou o seu apoio ao projeto de reeleição de Ricardo Coutinho (PSB), após encontro nesta quarta-feira (16) com o governador. "O governador Ricardo Coutinho é muito trabalhador e eu também. Quem quer trabalhar, mostrar serviço e fazer o bem ao povo segue este caminho."
    Polyanna Feitosa afirmou que a parceria com o governo do Estado só vem beneficiando a cidade e lealdade se paga com lealdade. "A cidade só vem ganhando com a gestão de Ricardo Coutinho e eu não tenho motivos para sair desse projeto que vem dando certo para a Paraíba e para Pombal também", completou.
    De acordo com a prefeita, a parceria entre Estado e municípios está sendo muito boa e construtiva para o desenvolvimento dos municípios com inúmeras estradas, adutoras, investimentos em saúde, educação e de acesso à água. “Em Pombal fomos muito beneficiados na saúde com a instalação de um centro de cardiologia que realiza o diagnóstico preciso evitando mortes, além da Casa da Cidadania, matadouro e abertura de poços artesianos”.
    O governador Ricardo Coutinho agradeceu a confiança da prefeita Pollyanna e das demais lideranças, destacando que ela é um exemplo de gestora que não mede esforços para dialogar e desenvolver políticas públicas para melhorar a qualidade de vida do povo de Pombal. "Pombal hoje é uma referência e exerce forte influência na região", completou Ricardo.
    Durante a audiência com o governador Ricardo Coutinho, o secretário de Articulação e Desenvolvimento dos Municípios, Carlos Antônio, e o presidente estadual do PSB, Edvaldo Rosas, a prefeita de Pombal esteve acompanhada do presidente da Câmara de Pombal, vereador Rogério Martins (PSB), do ex-prefeito de Brejo do Cruz Francisco Dutra (Barão) e do secretário de Indústria e Comércio do município, Francimar Fragoso que reafirmaram apoio político do grupo a Ricardo Coutinho.

  • Publicado por Tião Lucena em 17.04.2014


    Faça o que digo, mas...


    A certeza da impunidade é tanta que o agente da lei não tentou, sequer, disfarçar. Botou o carro no local proibido, sob as vistas do fotógrafo e dos cidadãos indignados e foi fazer o diabo sabe o que. Resta saber se o chefe dele vai deixar por isso mesmo, coisa que poderá até acontecer, pois, e isso não é impossível, é bem capaz do safado estar aí fazendo mandados do patrão.

  • Publicado por Tião Lucena em 17.04.2014


    Dinha de Né Caipora, a defeituosa da quinta


  • Publicado por Tião Lucena em 17.04.2014


    O vinho e a cioba fresca


    Jesus Cristo, que foi morto pelos romanos, acoloiados com os Judeus, porque defendia os pobres. Se Jesus tivesse optado pelos ricos, como fizeram os bispos, padres e papas que o sucederam, teria morrido velhinho e hoje não estariamos aqui falando da sua morte enquanto enchemos o bucho de vinho, peixe no coco e brêdo.O interessante é que nos solidarizamos com Cristo bebendo e comendo. Nem jejum tem mais. Aliás, nunca teve. Quando eu era menino em Princesa Isabel estava cansado de ver pessoas que nunca pediram esmolas, saírem de porta em porta pedindo um "jejunzinho". E ninguém achava nada demais.

    Alguém achava, digo melhor. Vendo aquele monte de meninos e mulheres pedindo jejum nas portas, eu também resolvi engrossar fileiras e partir pelas ruas da cidade implorando o jejum de Jesus. Na quarta casa dei de cara com papai, o velho Miguel Lucena, que me engrossou o lombo com boas lapadas de cinturão. Ainda hoje me lembro, para jamais cair de novo na tentação de pedir jejum como esmola.

    Mas eu falava da comida e do brêdo. Não sei se o considerado e a considerada aí do Sul conhece o mato. É mato mesmo, nascido e criado nos monturos e quintais das casas. Passa o ano inteiro esquecido, mas quando chega a Semana Santa todo mundo aqui do Nordeste lembra dele. Você coloca as folhas para cozinhar com leite de coco e depois serve junto com o peixe. Tem gente que esquece o pescado para se concentrar somente nele. Come que fica lerdo.

    Por aqui está havendo uma revolta danada com o bispo Dom Aldo. A revolta é dos bois, galinhas, bodes e porcos, que tinham sempre uma folguinha durante a Semana Santa e este ano vão continuar morrendo e indo para as tripas dos católicos, exatamente porque o religioso liberou geral. Achando que estão cobrando os olhos da cara por um quilo de peixe, o arcebispo mandou todo mundo comer carne. Não é pecado não. Pecado é não comer. Os bois, coitados, já fizeram assembléia, com a participação dos seus irmãos bodes e porcos e de suas primas galinhas, para lançarem um manifesto de protesto contra o bispo. Eles dizem que merecem a folga da Semana Santa, mesmo porque os rebanhos sofreram muito durante este ano por causa da aftosa, da vaca louca e da seca. Se entendam eles com o bispo. Afinal, são brancos.

    Esta noite tive um sonho meio estranho. Sonhei que comprei uma cioba de quatro quilos e já estava levando a vermelhona para dona Cacilda preparar quando ela abriu os olhos e falou que era um rapaz alegre, natural do Recife, que resolveu fazer a travessia do atlântico com outro amiguinho, mas caiu na rede de alguns pescadores de Tambaba, acabando ali nas minhas mãos pronto a virar pirão de peixe. Salvou-se disso por conta do susto que me deu. Joguei o danado de volta ao mar e juro que o vi sair requebrando em direção ao Recife, dando tchauzinho pra mim lá de longe. São coisas da Semana Santa.

    Nesta quinta-feira, que servidor público só tem dois dias de feriado na Semana Santa, irei com dona Cacilda pra algum lugar distante, de lá retornando somente no domingo. Na sexta-feira vamos comer uma peixada daquelas. O vinho já comprei e o peixe compro lá mesmo. Só espero que não me apareça outra cioba fresca me enchendo o saco, mas se aparecer eu como de todo jeito.

  • Publicado por Tião Lucena em 16.04.2014


    Cássio é eleito o Judas da Paraíba


    Às vésperas da sexta-feira da Paixão a rádio Sanhauá, em João Pessoa, realizou enquete para saber a opinião dos ouvintes em relação ao político que mais traiu aliados durante a sua trajetória de vida na Paraíba. A enquete foi realizada pelos apresentadores do programa “Debate sem Censura”, sob comando de Gutenberg Cardoso, e ouviu 100 participantes.

    A enquete não determinou nomes a serem votados. Os ouvintes tiveram a liberdade para votar conforme desejo.

    Dentre os citados o campeão foi senador Cássio Cunha Lima (PSDB), somando 42 votos, seguido pelo governador Ricardo Coutinho (PSB), que recebeu 38 votos.

    Em terceiro lugar ficou o radialista Fabiano Gomes, diretor de jornalismo do Sistema Correio de Comunicação, e o ex-prefeito de Santa Rita, Reginaldo Pereira, com três votos cada um.

    Também foram citados com um voto: Dilma Rousseff, deputado Domiciano Cabral, os membros do Tribunal de Contas do Estado, vereador Sérgio da SAC, vereador Santino, deputado Ruy Carneiro, ex-senador Wilson Santiago, Semob, ex-governador José Maranhão, Edmilson do Roger e até o povo.

     

    Fonte: Polêmica PB

  • Publicado por Tião Lucena em 16.04.2014


    Eu aumento, mas não amamento


    Gordinho sexy
    Eu ia pra Natal nesta Semana Santa, mas desisti. O diabo é quem vai! Imaginem eu chegando lá, com essa barriguinha sexy, pensando em desfrutar as belezas norteriograndenses e terminar preso! Isso mesmo, preso, trancado, vendo o sol quadrado. A partir da decisão daquela juíza capixaba, nenhum gordinho, por mais bonitinho que seja, está livre de ir em cana. A magistrada redigiu o mandado de prisão determinando que fosse preso e engaiolado o sujeito barrigudo, assim e assado, sem dizer o nome ou o jeito do penteado. Como meu buchinho está aquela beleza, redondinho, transformado em objeto de desejo de dez em cada dez mulheres, achei mais prudente não me arriscar. Não vou. E irei, quando, um dia, o mandado de prisão for revogado ou a minha geografia abdominal sofrer uma reforma.

    Gordinho brabo
    O gordinho Fabiano Gomes, a quem amo e quero bem, telefonou para o não menos gordinho e não menos querido Humberto Alexandre todo revoltado por causa da enquete de sábado, do Programa Sem Nome, na qual os programas dele e de Samuka Duarte foram flagrantemente derrotados pelos de Adelton Alves e de Nilvan Ferreira. Eu estava lá e posso atestar que a enquete foi democrática, aberta, votando nela quem quís votar e, se o Correio Debate perdeu de cambão, a culpa não foi do programa mas do eleitor, que preferiu a irreverência de Nilvan ao vozeirão de Heron Cid, aos comentários apimentados do próprio Fabiano e as tesourinhas de Wellington Fodinha.

    Tem que apurar
    Corre na cidade e no Estado como um todo boato bastante comprometedor, envolvendo duas figuras das mais conhecidas e destacadas do mundo político paraibano. Segundo os boatos, uma das figuras teria disponibilizado alguns milhões de reais para ter espaço no labirinto da outra. Coisa cabeluda, carecedora de muita apuração e de constatações. Por enquanto, não é prudente dizer nome de ninguém, até porque, como já dito, a coisa ainda está no campo da boataria e, como sabemos, boato não passa recibo, nem tem firma reconhecida.

    Homem de Cícero
    O leitor amigo não notou porque é desligado, mas o passarinho cagão de Paulo Santos, que de desligado nada tem, prestou atenção e soprou no meu ouvido bom um fato que ia passando desapercebido: o vereador Marcos Vinicius, novo secretário de Comunicação do prefeito Luciano Cartaxo, é homem da cozinha do senador Cicero Lucena. Os dois são como irmãos siameses, o que um pensa o outro endossa e o que um fala o outro assina embaixo. Assim sendo, depois de tudo o que foi visto e ouvido, não será demais concluir que Cicero começa, via Vinicius, a dar o troco aos que o trocaram por Wilson Santiago.

    Os computadores
    Ariano Wanderley está perdendo o resto das gorduras procurando os computadores da FPF que sumiram junto com Rosilene Gomes. Não foram encontrados, tomaram Doril, estão em lugar incerto e não sabido, em mais uma manobra da presidente afastada para esconder alguma coisa cabeluda da sua desastrada administração familiar.

    Luceninha
    Pois foi, amigos, o Luceninha deixou a Prefeitura de Cabedelo mas continuou na FPF desempenhando um papel de sombra da afastada Rosilene. Inclusive, ele é autor de uma ação que busca anular aquela responsável pelo afastamento da sua chefa. Ora, meus amigos, com uma folha corrida daquelas, dá pra se pensar que onde Luceninha bota os pés...

    Odon senador?
    Saiu na imprensa que Odon Bezerra é cotado para disputar o cargo de senador pelo PT. Vendo o que fizeram com Nadja Palitot, aconselho a Odon não topar. Deputado federal está de bom tamanho. E com chances de se eleger, pois Odon tem serviços prestados, tem amigos e já provou que é bom de urna.

    Boca de Furico
    Aquela senhora presidente da Petrobrás que foi ouvida no Senado ontem a noite, cujo nome não gravei e faço questão de não gravar, tem ou não tem uma boca de furico? E furico pregueado, daqueles que bufam pra dentro.

    Sem pressão
    O sargento Denis revelou hoje que o PV nacional o pressionou para abandonar o apoio a Ricardo Coutinho e aderir de mala e cuia a Cássio Cunha Lima. Denis garantiu que não vai obedecer a esse tipo de comando. Vamos aguardar pra ver.


1 2 3 4





Perfil do Tião Lucena

Tião Lucena, nascido e criado no Sertão, é jornalista desde 1975, tendo começado em A União como repórter e trabalhado em O Norte, no Correio da Paraíba, no Jornal O Momento e no jornal de Agá. Nos três primeiros desempenhou as funções de repórter, editor político, editor do interior, chefe de reportagem e secretário de redação. Também foi vice-presidente da API e diretor do Sindicato dos Jornalistas. Cansou de trabalhar em jornais, cansou de patrões e resolveu criar um espaço somente seu na internet, onde pretende fazer um jornalismo sem cabresto e sem censura.

Publicidade

Entrevista

"O jornalismo atual perdeu a compostura"

Frutuoso Chaves

Entrevista com: Frutuoso Chaves

Usuários Online

No momento temos lendo este blog. No total, 13736913 pessoas visitaram esta página.

 

Coluna do Tião

Nos tempos de jornal (63)

Nos tempos de jornal (63)

Clima

 

Coluna do Chico Pinto

SEM CAMPINA GRANDE FICA DIFICIL

SEM CAMPINA GRANDE FICA DIFICIL

Enquete

 

Rádio Online

Subir

tiaolucena@gmail.com

Tião Lucena - Todos os Direitos reservados